Tuesday, July 12, 2011

Dúvidas...

Minha aula de violão é um manancial no fim da minha semana. É um tempo em que tudo o que faço me agrada enormemente, e a companhia é ótima.
É comum eu sair da aula com muito mais do que só uma lição de violão.
Saio com insights, com preciosas descobertas filosóficas, com uma música nova pra treinar durante a semana (ou ao menos um novo acorde - coisa que nem sempre faço...).

Meu querido professor me deu duas coisas pra estranhar no decorrer desses seis meses de aulas. Coisas que guardei em mim como pontos de reflexão.

A primeira foi a afirmação categórica que ele me fez um dia: "Eu sei que Deus não existe. Mas eu acredito nele!"
E rimos...

A outra foi: "Eu queria acreditar em Deus, mas eu não consigo..."
E fizemos algum silêncio...Que eu quebrei com a seguinte frase: "Acredita aí!!! Afinal, Deus está em todo lugar e grandes filósofos criam nele, você não vai ser o primeiro, nem será o ultimo ..."
(Meu professor de violão é estudante de filosofia...)

O estranhamento que me acomete está no fato de que eu entendo ele,
entendo a dúvida dele,
entendendo verdadeiramente,
apesar de discordar completamente.
É um entendimento real e honesto,
ainda que destoante de mim e do meu modo de ver o mundo.

Entender, compreender as dúvidas, saber o porquê de certas decisões, não as torna suas, não faz de você cúmplice ou aliado da alteridade,
te faz só perceber  o quanto somos um ser no mundo como tantos outros
e o quão idiossincráticos podemos nos tornar, cada um no seu quadrado...
...Certo?

Mas me faz pensar sobre as dúvidas,
as dúvidas que viram bases de certas certezas,
e que depois de certo tempo, ninguém mais percebe ou sequer sabe,
que tantas das próprias certezas foram construídas sobre dúvidas jamais dirimidas,
jamais desfeitas...

A importância de uma dúvida,
pra mim,
é o fato dela indicar um caminho a ser perseguido em busca de algo,
daquilo que vai sanar a dúvida ou vai abrir novas possibilidades...
Como Sócrates e a sua maiêutica... Talvez...

Construir sobre dúvidas é construir sobre o oco,
e a qualquer momento, dependendo do peso da construção, tudo pode desabar...

Que perigo!...

"Não passam de traidoras as nossas dúvidas,
que às vezes nos privam do que seria nosso
se não tivéssemos o receio de tentar"
William Shakespeare


Arrivederci.

Tuesday, July 5, 2011

Um Sancho...

Esses dias me reencontrei com esse maravilhoso cd da 'Rita Lee e Tutti frutti', que ha muito estava desaparecido da minha vida, soterrado nas coisas que ficam pra trás.
É estranho perceber que hoje ele ainda soa tão bom quanto soou ha anos, ainda que as referências de vida sejam completa e inteiramente diferentes!!

Existe essa música que fala tão de perto à minha alma, como se falasse de dentro.
Fala de um Sancho...  

...Existe um Sancho que luta comigo contra os moinhos! 
Esse meu Sancho, é uma criatura especial e preciosa,
Que vê os meus erros e os ignora por amor.
Que percebe o perigo do devaneio, ou sua estupidez, 
mas empunha a espada e o enfrenta corajosamente comigo.
Que sabe que o objeto do meu amor é algo simples, ordinário, desqualificado e até impuro, mas se abaixa pra colher comigo as rosas com as quais quero presenteá-lo.
...Sem jamais condenar minhas escolhas, ainda que as tenha julgado perigosas.

Sou eternamente grata ao Deus pelo meu Sancho.
Pelo 'amigo mais chegado que um irmão', pelo 'amor que cobre uma multidão de pecados'.
Que são, para mim, os outros nomes do mesmo Sancho.

O que eu quero, do fundo do meu coração, é ser tão Sancho na vida dela, quanto ela é na minha.

Ser o protagonista da própria vida é o dado. O sabido. O normal.
Todos somos Dom Quixotes.
Mas importa saber se conseguiremos ser coadjuvantes de peso na existência dos que amamos,
daqueles que importam,
da 'família que nos permitiram escolher'...

No mais,
"Hoje posso dizer que estive em frente do perigo,
Mas tudo fica mais fácil quando existe algum amigo.
(...)
Também já posso dizer que não é nada estar sozinho,
Mas também quero ter meu Sancho pra lutar contra os moinhos!
(...)
Posso contar comigo numa solidão,
Mas ter algum alguém do lado é melhor pro coração"
Rita Lee - 'Posso contar comigo'

Arrivederci,